LCA Engenharia

Manutenção

Oferecemos serviços de Manutenção Preventiva, com capacidade de atendimento 24hrs, nas áreas:

 

  • Civil em Geral
  • Alvenaria e Pintura
  • Cabeamento Estruturado
  • Marcenaria, Serralheria e Carpintaria
  • Sistemas de Ar Condicionado
  • Sistemas Hidráulicos / Elétricos / Sanitários
  • Telefonia, Telecomunicações e Transmissão de Dados
  • No Break e Estabilizadores

Solicite um orçamento de Manutenção Preventiva para seu imóvel através do FORMULÁRIO ou E-MAIL

Dicas

Pintura

As paredes das aéreas comuns da edificação recebem tratamento diferenciado, de acordo com a sua destinação e uso, com a finalidade de facilitar a sua conservação, para sua maior durabilidade.

O emassamento e a pintura das paredes e teto são feitos com aplicação de massa corrida PVA ou acrílica e posterior pintura em duas demãos de tinta.  As superfícies pintadas e emassadas não suportam umidade proveniente de infiltrações, sofrendo deterioração e provocando o aparecimento de manchas.

Para conservação dessas superfícies, recomendamos:

  • Na remoção de pequenas manchas, use um pano branco limpo e umedecido com sabão neutro. Esfregue suavemente e seque o local com o pano seco;
  • Não utilize álcool, sapólio ou removedor sobre pintura látex;
  • O local deve estar sempre bem ventilado, para evitar o aparecimento de mofo nas pinturas, resultado da soma de umidade, sombra e calor.

Nota: Com o tempo e o uso, a pintura escurece um pouco e fica naturalmente “queimada”.

Portas, Marcos, Alisares, e Rodapés

No acabamento e lustro da maior parte dessas peças, são utilizados selador especial para madeiras, dissolvido em thinner e depois enceradas.      Para melhor conservação, devem ser tomados os seguintes cuidados:

  • Ao lavar os pisos dos banheiros, evite que a parte inferior das portas e alisares se molhem, impedindo o apodrecimento da madeira;
  • Evite a incidência direta de sol sobre as portas, pois o calor pode danificá-las;
  • Verifique, anualmente, o aperto dos parafusos, pinos das dobradiças e lustro.
Piso Em Carpete

Recomenda-se que a limpeza deve ser feita no mínimo 3 vezes por semana, apenas com um bom aspirador.

Evite utilizar produtos de limpeza que não específicos para carpete.

Para retirada de manchas, limpe o local com um pano branco umedecido, não esfregando com muita força. Seque com um pano limpo.

Vidros

Para limpeza dos vidros, recomendamos:

  • Use flanela ou pano macio para remover poeira;
  • Resíduos orgânicos ou gordurosos, e sujeiras acumuladas deverão ser removidos com sabão ou detergente neutro diluído em água.
  • Nunca raspe ou utilize instrumentos cortantes para limpeza, pois podem arranhar o vidro de maneira irreversível;
  • Evite impactos nos mesmos, pois podem quebrar.
Instalações Elétricas

A energia elétrica do imóvel é distribuída através de um Quadro geral de baixa tensão (QGBT), que recebe a energia do DG da concessionaria com os medidores, este só podendo ser abertos pela mesma, pois os DGs encontram-se selados e não podem ser violados.

Na eventualidade de uma sobrecarga, o disjuntor de proteção do circuito se desarma automaticamente, interrompendo o fornecimento de energia. Desse modo, quaisquer alterações que importem em acréscimo de carga (acréscimos de pontos de luz, instalação de aparelhos com potência não prevista em projeto etc.), desequilibram o sistema e são de inteira responsabilidade do usuário.

Nos quadros, seguindo exigências das normas técnicas, são instalados disjuntores termo magnéticos que identificam quando existe corrente de fuga no circuito, o que significa que estaria havendo perda de energia no trajeto em virtude de contato indevido da rede com pessoas ou objetos estranhos a ela.
No caso de desarme dos circuitos, religue-o, caso torne a desarmar, chame um técnico habilitado para resolver o problema.

No caso de falta de energia em qualquer ponto de utilização, proceda da seguinte forma:
• Confirme se houve interrupção no fornecimento de energia pela Companhia de Energia Elétrica local;
• Verifique se o interruptor ou o disjuntor do quadro de distribuição de circuitos (Q.D.C.) referente ao circuito sem energia, está desligado. Nesse caso, ligue-o, caso volte a desarmar chame um técnico habilitado para resolver o problema;
• Persistindo o problema, ou se a chave voltar a desarmar, não insista , pode haver uma sobrecarga no circuito em algum aparelho, ou no próprio sistema.

O sistema elétrico foi projetado, executado e testado dentro da norma técnica, entretanto pequenos problemas podem ocorrer, e você mesmo poderá identificá-los e solucioná-los.
Os problemas mais frequentes são:

• Queima excessiva de lâmpadas, dê preferência ás lâmpadas fluorescentes compactas observando a tensão de 127 ou 220 volts;
• O aquecimento excessivo do Q.D.C. é anormal, pode ocorrer devido a mau contato elétrico, defeito nas chaves ou chave subdimensionada. É normal a substituição das chaves após algum tempo de uso. Nesses casos, chame um técnico habilitado e providencie uma revisão no quadro.

Devido as suas próprias características, as instalações elétricas, uma vez energizadas, mantêm inalteradas as condições iniciais de funcionamento. Quaisquer irregularidades posteriores provavelmente serão causadas por modificações ou ligações introduzidas inadequadamente.

As instalações elétricas deverão sofrer inspeção preventiva anualmente por técnico habilitado, a fim de se garantir o seu perfeito funcionamento.

Instalações Telefônicas

As instalações telefônicas foram executadas conforme normas internacionais, e o projeto, aprovado pela concessionária.

O DG de telefonia (caixa de entrada das linhas telefônicas) esta o cabo de entrada da concessionária, desse DG seguem as linhas para um quadro de distribuição de linhas, podendo ser o Rack ou uma Central Telefônica.

Iluminação de Emergência

No local existe um sistema de iluminação de emergência que atende às normas do Corpo de Bombeiros, composto por luminárias de balizamento ou módulos de emergência. O sistema foi projetado de forma a fornecer energia suficiente ao trânsito de pessoas, quando da falta de energia elétrica.

O sistema automático de iluminação de emergência funciona ininterruptamente por um período de 2 horas, acionado por baterias de 12V, recarregáveis automaticamente, possuindo uma vida útil de aproximadamente 2 anos e meio.

Depois do equipamento instalado, o usuário deverá simular, a cada 3 (três ) meses, por uns 5 (cinco) minutos, uma falta de energia, desligando o disjuntor que alimenta a central, localizado no QDC  afim de certificar-se de que, na falta de energia, tudo esteja OK. Essa providência deverá ser observada pelo gerente ou representante legal.

Hidrantes

Os incêndios de maior porte, não causados por líquidos inflamáveis ou equipamentos elétricos, devem ser combatidos com a água dos hidrantes. As mangueiras conectadas aos hidrantes permitem o combate ao fogo, em qualquer ponto dos pavimentos. Não deverá ser utilizado este sistema em circuitos elétricos energizados

Antes de sua utilização as mangueiras devem ser totalmente desenroladas, uma vez que a pressão sobre qualquer parte que permanecer enrolada poderá causar o estouro da mangueira. As mangueiras dos hidrantes são de exclusiva utilidade para combate a incêndio, não devendo ser utilizadas em faxinas.

Extintores

Os extintores e o local de sua instalação não podem ser alterados, devem estar livres para acesso, e foram determinados conforme as exigências do Corpo de Bombeiro.

O combate a pequenos incêndios deverá ser feito com extintores, observando-se o material de combustão:

CLASSE DE INCÊNDIO

MATERIAIS

EXTINTOR RECOMENDADO
A Materiais sólidos, fibras têxteis, madeiras e papel. Água Pressurizada
B Líquidos inflamáveis derivados de petróleo. Gás Carbônico e pó químico seco.
C Material elétrico, motores e transformadores. Gás Carbônico e pó químico seco.
D Gases inflamáveis Pó químico e seco.

É importante citar em que em circuitos elétricos energizados nunca se deverá jogar água e, portanto, não deverá ser utilizado o extintor de água pressurizada.

Os extintores de incêndio deverão ser recarregados imediatamente após o seu uso ou quando o manômetro indicar. A carga possui validade e é necessária uma inspeção periódica.

Os extintores de incêndio possuem validade de 5 anos, porém sua carga e seu funcionamento deverão ser verificados a cada ano.